ANDAR DE BICICLETA: OPÇÃO DE DIVERSÃO

Minha missão em minha coluna mensal aqui no blog Maria Babona tem sido incentivar as famílias a praticar atividade física.

Já escrevi sobre várias modalidades (natação, pular corda, capoeira, judô, atividades circenses), atividades (sugestões de brincadeiras e locais para brincar na cidade) e assuntos relacionados (postura, obesidade, qualidade de vida, educação física escolar, atividade física para pessoas com deficiência), entre outros.pri1

Desta vez venho falar como andar de bicicleta pode ser divertido para todas as idades.

A bicicleta pode ser utilizada com diferentes funções; como um meio de transporte, uma forma de praticar atividade física ou uma atividade de lazer.

Muitas pessoas que conseguiram adotar a bicicleta como seu meio de locomoção no dia a dia, por exemplo, afirmam que a praticidade foi um dos principais fatores que os fez tomar esta decisão.

Trânsito congestionado, falta de vagas e custo dos estacionamentos para carros, levam algumas pessoas a optarem por usar a bicicleta para irem e voltarem aos seus trabalhos.

pri2

Além disto, o baixo investimento inicial e de manutenção, quando comparados aos de um automóvel, também pode influenciar na decisão de trocar o meio de transporte. Sem falar no valor que se economiza com combustível, claro!

Aqui não vou tratar de questões negativas como falta de ciclovias nas cidades, segurança no transito e outros aspectos, pois o meu objetivo é apontar o lado positivo do assunto.

 

 

 

 

O vento batendo no rosto traz para a pessoa uma gostosa sensação de liberdade e o fato do controle da distancia e o caminho dependerem somente do condutor da bike trazem a sensação de autonomia.

Além desse prazer, o hábito de andar de bicicleta traz benefícios para todas as faixas etárias.

Sendo classificada como uma atividade aeróbica, melhora a condição cardíaca e pulmonar, trabalha a circulação e respiração.

Visto que a obesidade infelizmente é um problema de saúde crescente hoje em dia, como abordado o meu post sobre prevenção da obesidade infantil (https://mariababona.wordpress.com/2015/08/25/obesidade-infantil-o-papel-da-familia-na-promocao-de-atividade-fisica/), pedalar contribui para a manutenção do peso corporal.

Ainda age na prevenção e combate a outras doenças crônicas, como o diabetes.

Ou seja, é um investimento na qualidade de vida.

Mas os entusiastas devem ter atenção em alguns pontos:

  • Tamanho da bicicleta:

Pesquisei qual é o aro indicado para cada idade. Basicamente o tamanho depende da altura da criança, como pode-se ver na figura abaixo.

(http://www.pequenasescolhas.com.br/tamanho-bicicleta-infantil/)

Outras fontes consideram o peso também.

Na internet existem tabelas que auxiliam os papais e mamães a saberem qual a adequada para seu filho.

pri3

  • Local: Para iniciantes ou crianças, escolha um terreno plano.

Evite ladeiras excessivas, para não forçar o joelho.

O lugar deve ser calmo, sem trânsito, para andar com segurança.

  • Equipamentos de proteção: capacete, joelheira, cotoveleira são itens indispensáveis que podem até mesmo salvar vidas . Não devem de maneira nenhuma ser considerados acessórios supérfluos.

O uso de tênis é importante. Nunca deixe seu filho andar de bicicleta descalço, porque pode machucar o pé.

  • Postura: com a coluna reta, inclinada para frente, sem curvar as costas, para não ficar com dor.
  • pri4

 E quanto aos acessórios?

Como não sou muito “entendida” no assunto, visitei lojas específicas neste ramo e fiquei louquinha com tantas opções variadas. Da mais simples à mais rebuscada, de custo acessível ao valor mais elevado, confeccionados de diferentes materiais…

São garrafinhas (e suporte), cestinha (traseira ou dianteira), buzina (ou campainha), bolsa (para quadro e selim), cadeado e trava, suporte para colocar a bicicleta no carro (rack de teto ou suporte traseiro), entre muitos produtos.

pri6

 

 

 

 

Cheguei à conclusão de que existem tipos para todos os gostos e bolsos.

Para ajudá-lo na sua decisão de qual comprar, sugiro que pense no uso que você fará da bicicleta. Por exemplo: ela vai ser usada à noite ou não?

Dependendo da resposta você precisará de farol e lanterna ou não.

Um item que chamou minha atenção é chamado de reboque.

pri11

Trata-se de uma acoplagem da bicicleta da criança à de um adulto.

Achei muito interessante esta forma de pais e filhos pedalarem juntos.

pri12

Ø Se você utiliza este equipamento, conte pra mim aqui nos comentários como é a experiência!!!

Seja pela liberdade, praticidade, economia financeira, prazer ou qualidade de vida, não importa o motivo, se você incluiu a bicicleta na sua vida, fez uma boa escolha!

Tomando esses cuidados, não  tenho dúvidas de que pelo menos vai se divertir!

 E como o ditado diz, “quem aprende a andar de bicicleta não esquece nunca mais”, crianças que aprendem hábitos saudáveis na infância, provavelmente os levarão por toda sua vida.

Fica aqui o meu incentivo!

 

Com amor,

 

PRISCILA CRISTINE RIBEIRO

Professora de educação física, mãe e blogueira.

Blog www.maternoamoreterno.blogspot.com

Instagram: @maternoamoreterno

Facebook: Pry Cristine Maternoamoreterno  – https://www.facebook.com/priscila.ribeiro.3150

Fanpage: Fabriquinha de brinquedos

https://www.facebook.com/fabriquinhadebrinquedos/?fref=ts

 

OBS: Algumas imagens foram retiradas da internet, outras foram cedidas por meus amigos leitores e outras são de arquivos pessoais.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s